Branding é um dos aspectos mais importantes de qualquer empresa, grande ou pequena, comerciantes ou indústrias. Uma estratégia de marca efetiva lhe dá uma extremidade principal em mercados crescentemente competitivos. Mas o que é exatamente branding? Como afeta uma empresa, que retorno de investimento pode trazer. Como isso se verificou num caso prático?

Branding  é um termo que se refere a todos os cuidados e metodologias impostas à criação e/ou gestão de uma marca: criação dos elementos visuais como logótipo, design e produção dos anúncios, das frases e de todos os elementos de comunicação de uma marca, tendo em conta o seu posicionamento e objectivos.


 

Por onde começámos?

Vamos analisar um caso prático que será exposto mais à frente neste case study.
Abordaremos o trabalho desde a criação dos elementos visuais de uma marca, o registo da marca e o seu arranque no mercado e a criação de notoriedade inicial.

A base de uma marca é o logótipo. O seu site, embalagem e materiais promocionais – tudo deve integrar o seu logótipo – comunica a sua marca.. com uma marca. Para começar, uma marca é isso mesmo: uma marcação que põe no seu próprio produto e na sua empresa.

Começámos por identificar a posição da empresa no mercado. Que produto a empresa vende, quais os perfis dos seus clientes e em que medida podemos uniformizar a identidade da marca a pensar no seu público-alvo. Como os potenciais clientes da marca irão ver a sua nova identidade?

Informamos o cliente de qual é a nossa visão sobre a abordagem que deve ser feita e sobre as nossas intenções no plano de ação futuro.

Nesta fase é extremamente importante que o cliente entenda perfeitamente as nossas intenções e que nós compreendamos quais os elementos da sua estratégia inicial que não podem ser dispensados.

Pré-requisitos e directrizes de desenvolvimento.

Então, primeiro ouvimos o cliente, fizemos algumas perguntas e tentámos compreender as suas motivações e espectativas.
Aqui percebemos imediatamente qual o perfil da empresa, que produto quer vender e como se quer posicionar no roadmap de evolução da marca.

A estratégia da sua marca é “como”, “o quê”, “onde”, “quando” e a quem entregar suas mensagens de marca. Onde você anuncia faz parte da estratégia da sua marca e do seu budjet de investimento. Os canais de distribuição de conteúdos também fazem parte da estratégia da sua marca. E o que você comunica visual e verbalmente faz parte da estratégia da sua marca também.

As etapas tornam-se mais claras e simples nao é?

 

Definindo a marca:
Definir uma marca é como uma jornada de auto-descoberta. Ficará tão próximo de perfeito quanto mais se assemelhe a algo que pareça descoberto e não inventado. Pode ser difícil, demorado e talvez desconfortável. Exige, pelo menos, que se responda às perguntas abaixo:

Qual é a missão da empresa?
Quais são os benefícios e características de produtos ou serviços que serão comunicados com a marca?
O que seus clientes e parceiros pensam actualmente da empresa?
Quais as qualidades que se deseja que eles associem à empresa através da marca?
Pesquisa dentro do sector de actividade. Como os seus potenciais clientes vêm o sector, como costumam comprar. Que mais marcas existem e como eles a entendem no mercado?

 

Mercado envolvente e público-alvo

Uma vez que tenhamos definido a marca, como divulgar a palavra? Aqui estão algumas dicas simples:

 

Logótipo e elementos complementares.

Colocámo-lo em todos os fluxos de comunicação da  empresa (envelopes, papel timbrado, cartão de visita, assinatura de email…)
Anotamos a mensagem da marca e criámos elementos visuais complementares. Comunicamos internamente a marca na empresa do cliente. Quais são as mensagens-chave que podemos usar continuamente para isso? Todos os funcionários devem estar cientes dos atributos da sua marca da visão da empresa e do seu perfil.

 

Registo da marca

Não é obrigatório mas deve registar a sua marca. Uma marca registada assegura por exemplo, que apenas a sua empresa pode trabalhar com a marca criada e que pode facultar autorizações de exploração dessa marca no futuro. Uma marca registada é um investimento de mais-valia.

Neste caso, foi feita uma actualização de registo de marca. Visto que o cliente já tinha um logotipo, criado há muitos anos e nunca utilizado, foi feita uma actualização dos elementos visuais na actualização de registo.

Conclusões

O objectivo com o nosso trabalho de branding é criar um forte património da marca, o que significa o valor em crescendo trazido aos produtos/serviços da sua empresa, que lhe permita criar mais notoriedade de forma orgânica e natural.

Mostraremos na Parte 2 deste artigo qual a marca criada e a laboração no mercado.